Loja Virtual Moda e Styles

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Exposição Vejo o Mar - Centro Cultural dos Correios - Niterói








sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Redley lança collab com artista visual Rafael Uzai



A label carioca Redley lança sua collab com o artista visual Rafael Uzai composta por tênis, mochila, t-shirts e bermuda. Para comemorar a novidade, a marca prepara mais um evento com live performance de José Hesse, comidinhas do Prana, Corona e bar do Amázzoni Gin, amanhã, 29/9, das 18 às 23h. 
Serviço:
Lançamento Rafael Uzai
 
Data: Sexta-feira (29/9)
Horários: das 18h às 23h.
www.redley.com.br
@redley85

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Exposição Bonequinho - CC Correios Niterói

















O produtor de arte  Luiz Sisinno mostra suas imagens que ganharam fama em redes sociais e  desafiam o convencional, jogando com o "febril poder das selfies". O projeto fotográfico foi realizado ao longo dos últimos quatro anos, em cenas protagonizadas pelo personagem - título da mostra - um rapaz estático e sério, mas cheio de força e expressão ao interagir com atraçoes turísticas, obras de arte e paisagens vibrantes.

Curadoria de João luiz  Vieira

Espaço Cultural Correios Niterói

sábado, 23 de setembro de 2017

Um pouco sobre a História da Praça da República em Niterói e do Museu da Justiça












Cultura e Memória da Justiça

Sobre a Praça da República em Niterói

Em torno de 1913, o espaço da Praça da República foi comprado pela prefeitura. Antigamente era um depósito de lixo, O Governo junto de Feliciano Sodré compraram para transformar em Centro Cível e colocar os três poderes do estado: o Judiciário, Assembléia legislativa e o Executivo. Onde tem uma área rochosa, por problema de engenharia não foi construido um dos prédios que seria ali. Foi construído onde hoje é o Museu do Ingá.
Nesta época Niterói era Capital.
O Predio da Justiça foi construido em 1919. Um pouco mais tarde veio a Câmara Municipal e depois o Teatro Leopoldo Fróes na década  de 60.
Neste cenário de Construção dos Prédios era chamada de Praça Dom Pedro II e foi reinaugurada e rebatizada com o nome de Praça da República e ela chegou com o monumento "Triunfo da República".
Essa praça foi destruída e o monumento retirado. Ficou 11 anos abandonada. Não havia mais praça. Chegou a possuir um "esqueleto" que era para  ser o Tribunal do Estado do RJ  e no meio do caminho houve uma fusão. Niterói não era mais Capital e não tinha mais segunda  estância. Anos mais tarde a praça foi reinaugurada.

CCMJI - MUSEU DA JUSTIÇA
O Centro Cultural do Poder Judiciário reúne as atividades museológicas e culturais promovidas pelo Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, representados pelo desenvolvimento das ações integradas do Centro Cultural do Museu da Justiça.
A missão do Museu é preservar e difundir a memória do Judiciário; além de cultivar e disseminar, por meioda cultura e da arte, valores de Justiça, contribuindo com a pacificação social.
APJ - Rio
No centro histórico do Rio de Janeiro, encontra-se o Antigo Palácio da Justiça, inaugurado em 1926 com sede da "Corte de Apelação" do então Distrito Federal, o Palácio que, por mais de oito décadas, abrigou tribunais diversos, hoje acolhe a sede do CCMJ.
APJ- Niterói
Inaugurada em 1919 para abrigar o Tribunal da Relação do antigo Estado do Rio de Janeiro, o palácio foi sede do Tribunal de Justiça até 1975 e do Fórum da cidade até 2009. O Antigo palácio da Justiça de Niterói, localizada na Praça da República, hoje abriga o CCMJ- Niterói.
Patrimônio Histórico
O CCMJ é  responsável pela preservação dos edifícios históricos da justiça estadual que, entre os quais, sob sua guarda, destacam-se os antigos Palácios da Justiça, localizados nas cidades do Rio de Janeiro 126 e de Niterói 191).
Nesses espaços, a museologia preserva e difunde a história e a memória do Poder Judiciário.
Em suas ações conjugadas com a Agenda Cultural - exposições, visitas, cursos, seminários entre outras atividades - a museologia do CCMJ produz conhecimento sobre a história do Judiciário, destacando sua importância na construção da sociedade brasileira.


Agenda cultural no site do PJERJ - CCMJ: www.tjrj.ccmj.jus.br
Agendamento de visitas: 30024284





Exposição "Na Companhia de Jorge" - Museu Janete Costa de Arte Popular















































A Exposição "Na Companhia de Jorge" composta por obras da coleção de Jorge Mendes e Jorge Guedes, mostra as diversas faces do santo  guerreiro, na visão pessoal dos colecionadores, e de vários artistas brasileiros. São expostas cerca de 60 obras além de quatro instalações revelando sua relação com o universo popular e religioso de nossa gente.

Museu Janete Costa de Arte Popular
São Domingos - Niterói

Informações sobre próximas Exposições: 27053929